Lê-se no esquerdista ‘Politico’ sobre o Costa y sus muchachos: “The government is behaving like the orchestra on the Titanic, determined to put on five-star events even when it’s clear that they shouldn’t be going on”

Só é pena que não fique bem claro: O Titanic não seremos nós? Hum?

O que é que a rapaziada de esquerda não diria se isto fosse publicado a propósito do Passos?…

À atenção do contribuinte luso que se verá investidor no lítio do Barroso não tarda muito…: Em 2022 a SQM vai extrair o dobro do lítio.

É o que consta do documento de apresentação de resultados aos acionistas publicado no início desta semana. Nós, cá por coisas, é aqui que temos posição. Talvez por parvoíce, mas é certamente por nossa livre e espontânea vontade que o fazemos…

Continue a ler “À atenção do contribuinte luso que se verá investidor no lítio do Barroso não tarda muito…: Em 2022 a SQM vai extrair o dobro do lítio.”

Aqui pela casa tomámos posição na Astrazeneca anteontem.

Não é que o papel esteja ótimo para entradas em termos técnicos. (O pessoal das ações e das bolsas fala assim quando se refere aos gráficos.) De facto, na ótica de um gráfico Ichimoku, seria conveniente aguardar uns tempos para entrar no título. Só nas unidades temporais abaixo dos 60 minutos é que uma entrada pode fazer algum sentido. A nossa entrada, porém, é numa perspetiva de médio, longo prazo (6 meses a 5 anos).

Continue a ler “Aqui pela casa tomámos posição na Astrazeneca anteontem.”

RACISMO: Será parvoíce quando a cobardia é levada ao extremo?

Sumariamente a questão é esta: Uma jovem holandesa que se prontificou para ser paga para traduzir um poema de uma jovem americana declarou que compreende e dá razão a quem acha mal que um editor lhe tenha dado esse trabalho de tradução.

O argumento não tem nada a ver com a qualidade ou a quantia de pagamento, não tem nada a ver com a qualidade do trabalho, nem com a honestidade do trabalho. Não, nada disso...

Depois da declaração constante nos últimos decénios de que o ‘bicho Homem’ não se compartimenta em raças, mas que se agrupa em etnias; eis que os argumentos falham se o racismo vier do lado politicamente correto da equação.

Deutschland über alles

Está explicada a complacência dos alemães com os investimentos estatais na Tap, em Portugal e, já agora, na Bélgica: Entre ontem e hoje a Lufthansa conseguiu a soberania sobre duas companhias por via das suas administrações: Os CEOs da Brussels Airlines e da Tap Air Portugal são alemães.  

Se a companhia aérea alemã conta com os belgas para se acercar dos voos para África, conta connosco para controlar os caminhos aéreos para a América. E, a avaliar pelos ordenadozinhos praticados, a coisa é dada e arregaçada.

https://www.lecho.be/entreprises/aviation/peter-gerber-brussels-airlines-restera-le-pilier-africain-de-lufthansa/10288272

São Beda, o Venerável

File:The Venerable Bede translates John 1902.jpg
The_Venerable_Bede_translates_John_1902.jpg ‎

Este senhor aqui acima foi o primeiro a lembrar-se de dizer que o Baltazar tinha a pele negra e uma barba encaracolada. Sendo o dito Baltazar (segundo algumas fontes) Rei da Macedónia, se calhar, isso só quereria significar que o Baltazar era moreno e o caminho até Belém ainda o teria deixado mais bronzeadinho.

Continue a ler “São Beda, o Venerável”

Um tradutor que seja de raça

‘A Origem das espécies’ é um sobrevivente do boom da blogosfera ocorrido há uns largos anos atrás. Anda muito esquecido, mas, nesta época de extremos, continua a ser um blogue que merecia ser muito mais lido do que é. Com licença ao escritor, cronista, gastrónomo e homem de cultura que é o Francisco José Viegas, aqui deixo o seu último post:

Continue a ler “Um tradutor que seja de raça”