O Primeiro Post

Começo hoje o meu blog sobre mercados e ações. Proponho-me continuar aqui a participação que tenho vindo a ter em fóruns de bolsa como o ‘Caldeirão de Bolsa’ ou o Think Finance. De facto, foi o cansaço da moderação de terceiros face àquilo que eu expressava que me suscitou a ambição de ter plena liberdade de expressão e que me levou à necessidade de criar um blog.

Não sendo um expert, tenho a pretensão, que espero que me seja desculpada, de ter algum conhecimento dos negócios bursáteis.
A minha experiência nesta área começou há 35 anos. Recordo ainda quando, nos meus quase imberbes 18 anos, nervoso e muito inseguro, munido das minhas poupanças (pouco mais do que uns parcos trocos), de barriga encostada ao balcão da já extinta corretora Abílio de Sousa, iniciei a minha atividade de pequeno investidor. Conheci, na baixa, as suas duas primeiras ‘lojas’. A primeira mais exposta e a segunda, a que se acedia por elevador, mais reservada e sofisticada. Continue reading “O Primeiro Post”

Anúncios

CAC 40 (semana de 14/5 a 18/5)

A semana iniciada ontem pode ser aquela que dará novos máximos ao CAC para os últimos dez anos. Uma semana assim é sempre alvo de alguma volatilidade.
No gráfico semanal abaixo, a possibilidade de o Teken ultrapassar o Kijun será um sinal muito positivo para a evolução futura do índice. A cor mais rosaada que a nuvem apresenta por alturas de outubro não nos parece ,ais do que uma sadia correção num eventual e muito esperado salto para norte do CAC.

Continue reading “CAC 40 (semana de 14/5 a 18/5)”

Índices americanos (semana 14/5 a 19/5)

Este é um post sobre os índices americanos na próxima semana.

Fará sentido, perguntarão os mais críticos, começar a redacção de um post sobre este assunto com dois gráficos mensais sobre o NAS 100, separados entre si apenas por uma semana?
Respondo: Sim! numa perspectiva em que quero ilustrar que a uma escala mensal, próximos de máximos absolutos, é normal que os indicadores estejam esticados (não demasiadamente esticados…). É ainda nesta perspectiva que me parece que o momento bull ainda se pode prolongar.

(O NASDAQ 100)

 

Continue reading “Índices americanos (semana 14/5 a 19/5)”

O Russel a caminho de novos máximos?

Já aqui dissemos que o índice Russel é considerado por muitos como um verdadeiro barómetro da saúde da economia americana. Tendo em atenção essa premissa, uma vista de olhos aos riscos abaixo permitem-nos ter uma expectativa muito otimista das potencialidades da referida economia.

Com efeito a subida deste índice tem-se processado no acerto do seu passo com a LTA que tem o seu início há um ano atrás.

 

Ainda no diário, é possível traçar uma forquilha que promete uma ascensão do índice a máximos absolutos. Este processo, aliás, estende-se aos outros índices americanos.

 

Um Ichimoku semanal do Russell. o valor que surge a vermelho (1646,51) é meramente indicativo. É uma mera projeção que pretende dar nota do valor mínimo (e mais rápido) a que o cruzamento do índice com o dente central da forquilha se pode fazer. (Trata-se de um mero exercício probabilístico a não ter demasiado em conta…)

 

Dois exemplos de Ichimokus perfeitamente Bulls:

Perfeitamente bull...

 

E é isto…

Índices americanos (Semana 7/5 a 12/5)

Dei por mim a olhar para os riscos abaixo com bastante agrado. Se tivermos em atenção o papel catalisador que os títulos representados no índice Russell 2000 têm tido na dinamização da economia norte-americana, então parece evidente que o otimismo dos agentes económicos dos ‘States’ tem estado apostado em seguir e manter-se num carril de ascensão firme e bem determinado. O resultado deste processo poderá muito bem elevar significativamente os valores dos títulos que constituem este índice.

Um carril bem direitinho para o céu. Continue reading “Índices americanos (Semana 7/5 a 12/5)”